VISITANTE Nº

contador de visitas

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Plano de carreira eleva salário de PM no Distrito Federal

Leonencio Nossa e João DomingosBrasília (AE) - Diante de uma plateia histérica de policiais militares e bombeiros, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou na sexta-feira (06 OUT 09) a lei que estabelece o novo plano de carreira para a Polícia Militar do Distrito Federal, que significará de imediato em um aumento de 68,4% nos salários dos profissionais.
O policial militar (PM) de Brasília já tinha a melhor remuneração do País da categoria.

Agora, na capital, o PM em início de carreira ganhará, líquido, R$ 4.000,00. Em Estados como Alagoas, Pernambuco, o salário inicial não chega a R$ 900,00.

Presidente Lula é homenageado durante solenidade em Brasilia

Depois de colocar um capacete de bombeiro do DF e ser ovacionado diversas vezes por cerca de sete mil militares, Lula admitiu que o reajuste será um “risco” pois os policiais de outros Estados não terão o mesmo aumento.

“Nós corremos um risco, viu, Arruda? Porque, a partir do que aconteceu em Brasília, vamos ter outros Estados querendo”, disse o presidente ao governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda.

“Eu sei que muitos aqui já mandaram cartinhas, telegramas e telefonaram para os companheiros em Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte para dizer: ‘olha, aqui nós conseguimos pô, vamos em frente."

Lula ressaltou que é “importante levar em conta o poder do cofre dos Estados”. “Nem todo Estado pode dar a mesma condição de Brasília”, completou.

O que o presidente Lula não disse em seu discurso é que, diferentemente de outras unidades da Federação, quem paga os salários dos policiais militares de Brasília é o governo federal.

Lula disse que queria a “compreensão” da plateia para a questão da falta de reajuste nos Estados e sinalizou que uma mudança de salário em outras unidades só ocorrerá em outro governo.

“Se o país continuar crescendo no próximo ano, em 2011 e 2012, a gente vai poder fazer uma concertação para que todos possam viver com dignidade e respeito”, disse.

O presidente levou a tiracolo a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que ajudou a elaborar o projeto, que virou lei, e que é sua candidata preferida para a disputa presidencial de 2010.

Dilma, também bastante aplaudida pelos militares, ressaltou a importância do novo salário deles para suas famílias.

Presidente critica jornada de trabalho dos policiais

No início do discurso, Lula rasgou elogios apenas para os bombeiros.

Ele disse que o bombeiro é a profissão mais admirada do mundo e que toda criança já sonhou em um dia seguir a carreira.

Só em seguida, Lula falou da importância da carreira de policial, lembrando, porém, que nas mesas de bares esses profissionais são muito criticados, completando que até Deus é colocado em xeque pelas pessoas.

Por fim, o presidente criticou a atual jornada de trabalho da categoria, de 24 horas de trabalho por 72 de folga.

Segundo ele, “só Papai Noel acredita que o ser humano não dê uma cochiladinha durante 24 horas de trabalho”.

Lula ainda falou da importância de acabar com os bicos da profissão.

“Se eles fizerem bicos, já estamos correndo riscos”.
“A única hipótese para não termos um policial levando propina da bandidagem é que esse policial ganhe o suficiente para cuidar de sua família”, completou.

Com o novo plano de carreira, no Distrito Federal, a carreira de policial militar e bombeiro passa a ser de nível superior.

Quem já está na profissão terá incentivo para fazer a faculdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário