VISITANTE Nº

contador de visitas

quinta-feira, 10 de março de 2011

Denúncias de sucateamento do Corpo de Bombeiros deverão ser investigadas pelo Ministério Público

Ao receber na tarde desta quinta-feira (10) representantes de entidades de defesa dos direitos humanos, para tratar do possível sucateamento de viaturas e equipamentos do Corpo de Bombeiros e do constrangimento causado naquela Corporação ao jornalista João Valadares, do Jornal do Commercio, o procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon, disse que “o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) não será tolerante com esse tipo de conduta”.

O promotor de Justiça em defesa dos Direitos Humanos, Westei Conde, adiantou que vai poderá inquérito para apurar as denúncias feitas pelo Jornal do Commercio, no dia 20 de janeiro, dando conta do sucateamento de viaturas e equipamentos do Corpo de Bombeiros. “Interessa-nos saber se essas denúncias são verdadeiras e para isso vamos apurar as condições de trabalho e dos equipamentos usados pelos bombeiros militares”, afirmou.

Sobre o constrangimento sofrido pelo repórter nas dependências da Corregedoria do Corpo de Bombeiros, Fenelon disse que o jornalista deve formular uma denúncia à Central de Inquéritos do MPPE para que o promotor criminal possa dar início a um Procedimento de Investigação Criminal (PIC). “Este é um fato grave que já foi resolvido administrativamente com a exoneração dos oficiais corregedores pelo governador Eduardo Campos e que não deverão mais ocorrer”, frisou Fenelon.

O coordenador do Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop), Manoel Moraes, engrossou o coro do MPPE no que diz respeito à apuração das denúncias e à punição dos responsáveis. “O contexto da matéria é grave e de interesse público. É preciso saber o que houve para existir o sucateamento do Corpo de Bombeiros, que conseguiu a autonomia financeira justamente para que pudesse fazer um melhor uso do dinheiro, de acordo com as necessidades da Corporação”, afirmou.

Além do Gajop, participaram do encontro com Aguinaldo Fenelon e Westei Conde dirigentes do Sindicato dos Jornalistas, do Movimento Tortura Nunca Mais, do Centro Dom Helder Câmara (Cendhec) e do Fórum de Mulheres de Pernambuco.

fonte: blog do jamildo

2 comentários:

  1. Bom dia.
    Eu moro em Belo Jardim, e já presenciei a atuação dos mesmo, como também precisei do corpo de bombeiros; Houve ocasiões em que os bombeiros não foram socorrer as vitimas porque a ambulância estava quebrada.
    Na única vez que precisei do auxilio dos bombeiros, a porta da ambulância estava sendo fechada através de amarração com cordas e ataduras!!!
    Quando perguntei sobre o estado da ambulância eles responderam que isso era rotina deles, e a sorte que a viatura ainda estava funcionando.

    ResponderExcluir
  2. AS VIATURAS DO BOMBEIRO EM PETROLINA PE ESTÃO FUNCIONADO ALGUMAS PRECARIAMENTE E OUTRAS NEM FOCIONA

    ResponderExcluir