VISITANTE Nº

contador de visitas

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Fiat faz anúncio oficial de fábrica em Goiana


Atividades devem começar em 2014, mas a geração de emprego acontece já esse ano




Publicação: 09/08/2011 13:30 Atualização: 09/08/2011 13:51
 (divulgacao)
 
O presidente do Grupo Fiat-Chrysler para a América Latina, Cledorvino Belini, anunciou hoje, em uma coletiva de imprensa realizada no Palácio do Campo das Princesas, a instalação da fábrica da montadora italiana no município de Goiana, na Mata Norte do estado. Na ocasião, também estavam presentes o governador do estado, Eduardo Campos, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Júlio, e o prefeito de Goiana, Henrique Fenelon. A fábrica ficará na Usina Santa Teresa, cerca de 10 km antes da entrada de Goiana.

Belini confirmou a ampliação dos investimentos de R$ 3 bilhões para R$ 4 bilhões, divulgado nesta terça-feira no Diario de Pernambuco. A quantidade de empregos gerados também será maior. Antes, eram 3,5 mil vagas. Agora, serão mil vagas a mais, ou seja, 4,5 mil. Segundo o presidente da Fiat, o interesse não é desenvolver apenas uma fábrica de carros, mas todo um polo automotivo, com pistas de testes e centro de pesquisa e desenvolvimento. A expectativa é que as atividade comecem em março de 2014.

Os resultados positivos do empreendimento já chegam por aqui este ano. De acordo com o Belini, as primeiras seleções de pessoal já estão em andamento e as contratações acontecem ainda em 2011. “Três empresas sistemistas já confirmaram a vinda e assinaram o protocolo de intenção e pelo menos 100 empresas são aguardadas até a implantação da fábrica”, comenta o secretário de
Desenvolvimento Econômico do estado, Geraldo Júlio.

Inicialmente, a fábrica iria para para o complexo de Suape, tendo inclusive lançada a sua pedra fundamental em 28 de dezembro do ano passado. No entanto, a empresa italiana ainda procurava um espaço onde a pista de teste e o centro de pesquisa e desenvolvimento fossem acomodados. Até que a área em Goiana foi encontrada e veio a decisão de levar todo o complexo automotivo para a cidade.“Para tomarmos essa decisão, foram feitas diversas análises de engenharia e técnicas”, fala Belini. A expectativa de produção para a nova fábrica será de 200 a 250 mil veículos por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário