VISITANTE Nº

contador de visitas

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pernambuco gerando mais empregos


O crescimento de Pernambuco foi constatado mais uma vez esta semana nos números do Cadastro Geral do Emprego e Desemprego – Caged, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O cadastro computa as contratações de empregados pelo regime da CLT, ou seja, aquelas que são feitas mediante a assinatura da carteira profissional.

Apesar de se ter verificado uma queda de 36% na geração de empregos no Brasil, Pernambuco foi o terceiro Estado no País que mais criou emprego formal em agosto de 2011, com 18.613 empregos celetistas, sendo superado apenas por São Paulo (53.033) e pelo Rio de Janeiro (19.865). Mas o próprio governador Eduardo Campos ressaltou que “se considerarmos o tamanho da economia de São Paulo e a proximidade dos valores absolutos do Rio de Janeiro, veremos que Pernambuco está gerando proporcionalmente bem mais empregos que os grandes Estados do Sudeste”.

Nosso estado apresentou um acréscimo de 1,56% em relação ao número de assalariados do mês de julho. Nos últimos 12 meses, Pernambuco cresceu 9,67% no nível de emprego, criando 107.593 postos de trabalho. Esta taxa é superior à média nacional de 5,86% para o mesmo período, representando ainda o melhor da Região Nordeste, em termos absolutos e relativos.

Segundo avaliação dos técnicos do Governo do Estado, o crescimento se deveu à expansão das demandas de pessoal da indústria de transformação, da construção civil e do setor de serviços. Em números absolutos, a maior contribuição foi a da Indústria de Transformação, com mais 8.938 postos, devido, principalmente, ao aumento de 8.105 postos na Indústria de Produtos Alimentícios, relacionados às atividades de Fabricação de Açúcar. Também tiveram peso expressivo a Construção Civil (+ 3.459 postos), o setor de Serviços (+ 3.158 postos), da Agropecuária (+ 1.473 postos, influenciado pelas atividades do Cultivo de Uva, cujo saldo positivo foi de 1.144 postos) e do Comércio (+ 1.413 postos).

Esse destaque nacional reforça a constatação do novo Pernambuco que vivemos, com um crescimento acelerado da economia, atraindo investimentos e, como consequência, gerando mais empregos e,portanto, fazendo chegar a mais pernambucanos os benefícios desse crescimento. 

fonte : Por Waldemar Borges, especial para o Blog de Jamildo


Nenhum comentário:

Postar um comentário