VISITANTE Nº

contador de visitas

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Pré-candidato em Garanhuns compara Campos a Chávez " GOVERNADOR DE PERNAMBUCO"


 







Pré-candidato a prefeito de Garanhuns pelo PSOL, o engenheiro Paulo Camelo afirmou hoje que o governador Eduardo Campos não deve ser aceito como candidato a presidente da República em 2014. O motivo, informa Wagner Marques, editor do Blog Agenda Garanhuns, seria a semelhança com a atividade política praticada por Hugo Chávez, presidente da Venezuela. “A forma de governar de Eduardo é ditatorial e muito próxima a de Hugo Chávez: ele se arma de seus poderes para submeter a população a suas imposições. Logo, seria um retrocesso o país correr o risco de ser presidido por um político desse”, disparou.
Quanto a questão da sucessão municipal, Camelo diz que a pré-candidatura de Antônio João Dourado (PSB) não é interessante para Garanhuns. “Não podemos levar a sério o nome de Antônio João. Esse ‘importado’ obedece de joelhos aos mandatos do governador. Garanhuns precisa ser administrada por um político autônomo”, comentou.
  Escrito por Magno Martins, às 15h45

Um comentário:

  1. Não estudei engenharia, mais percebo como esse Paulo camelo é ingnorate,a ponto de fazer essa comparação absurda,talveis seja a incompetência de políticos viciados na mesmìcie local.

    ResponderExcluir