VISITANTE Nº

contador de visitas

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

RIO GRANDE DO SUL Programa Estadual de Segurança Cidadã (Proesci), aos moldes do nacional Pronasci,

Secretário de Segurança Pública do RS vai implantar Pronasci estadual


O secretário Estadual de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, Airton Michels, abriu o calendário de reuniões-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) nesta segunda-feira (24). Ele foi o primeiro convidado a palestrar no tradicional evento da entidade voltado à classe empresarial de Caxias e região. O novo titular da Pasta falou sobre as novas políticas para segurança pública no Estado.


Entre as primeiras novidades, Michels anunciou a criação do Programa Estadual de Segurança Cidadã (Proesci), aos moldes do nacional Pronasci, de autoria do governador Tarso Genro, quando Ministro de Justiça do governo Lula. O secretário aposta no projeto que segundo ele trabalha repressão e prevenção ao mesmo tempo. Outra importante estratégia do governo é a integração absoluta das forças de segurança. "Queremos que Brigada Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal, quando for o caso, trabalhem unidas", salientou.


Por meio da iniciativa de gestão integrada do governo do Estado, o secretário de Segurança Pública explicou que quer dividir a responsabilidade com todos os municípios gaúchos e promover reuniões para debater os problemas da área. Quanto aos elevados índices de criminalidade apresentados na cidade, Airton garantiu que providências estão sendo tomadas. A vinda dele para a cidade é uma resposta a fim de normalizar o que ele classificou de surto. "Não é possível que essa cidade conviva com índices tão elevados. O progresso não pode ser parceiro da criminalidade. Nós do setor público temos que investir, apurar e conhecer", definiu.


Além da criação de uma Delegacia de Homicídios para Caxias do Sul, com previsão de 15 investigadores, o Secretário defende a disseminação da polícia comunitária no Estado, como forma de resgatar o respeito à imagem do policial e combater à criminalidade.



Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Nenhum comentário:

Postar um comentário