VISITANTE Nº

contador de visitas

terça-feira, 29 de março de 2011

PERNAMBUCO, Assembléia Geral no dia 12/04 é mantida. Será mais uma vez no Memorial de Medicina, às 14h.


|

Mais um passo nas negociações salariais junto ao Governo do Estado. Aconteceu na segunda-feira (28/03), mais uma reunião entre os líderes das entidades representativas de policiais e bombeiros militares com membros da Secretaria de Defesa Social, Secretaria de Administração e Comandos da Polícia e Corpo de Bombeiros. Diante da falta de novidades, a Assembléia Geral para o dia 12 de abril foi mantida. Será mais uma vez no Memorial de Medicina, às 14h.
A reunião começou com duas horas e meia de atraso, gerando muita expectativa entre os presentes. Foram apresentados números referentes aos impactos financeiros no Estado e quadros comparativos da evolução dos salários das Corporações dentre 1999 e 2006 e dentre 2007 e este ano. Segundo a Secretaria de Administração, Pernambuco estaria entre o terceiro melhor salário do Nordeste, perdendo para Maranhão e Sergipe. A repercussão financeira com a implantação do subsídio atinge R$ 112.084.493,36.
Eles também apresentaram outras propostas para negociação, apresentando como novidade a fixação da jornada laborativa em oito horas diárias, ou quarenta horas semanais, e manutenção da jornada especial, em regime de plantão, na proporção limite de 1/3 (uma hora de trabalho para três de descanso. Tal benefício já é concedido em outros estados.
Outra idéia é a possibilidade de incorporação de parcelas remuneratórias preexistentes e esforço para diminuição, ou mesmo extinção, de eventual desnível remuneratório quando da passagem do militar à reserva remunerada ou reforma.
 
Por: Paula Costa | Jornalista
 
Líderes de entidades e membros do Governo reunidos
Coordenador da ACS - PE, Renílson Bezerra (de azul) e Dos Santos (de verde)
Membros do Governdo do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário